domingo, 17 de junho de 2012

"BLOGAGEM COLETIVA AMOR AOS PEDAÇOS - 4ª FASE - QUESTIONAMENTO "



Esta é minha participação na Blogagem Coletiva Amor em Pedaços  promovida pelos blogs: pelos Blogs: Espiritualidade , Luz de Luma, Yes Party! , Publicar para partilharNacoZinha Brasil (membro honorário 



 A 4ª Fase é sobre o tema  QUESTIONAMENTO  - Quando começamos a ver que os cabelos brancos começam a surgir e que não adianta arrancar porque vão nascendo mais e mais é quando começamos a questionar mais sobre o amor. Vivemos na busca desse sentimento que nos faz melhores, mais felizes, mais completos. Desde cedo queremos saber onde o vamos encontrar. Os questionamentos são muitos: o que vamos sentir, qual será a nossa reação, como vamos reagir?  Será que vamos sentir as borboletas em nosso estômago? Sim no início tudo é uma maravilha, tudo são flores. Tudo é Love !




A vida é um eterno aprendizado e isso só é possível através dos questionamentos. Com o tempo as mudanças surgem não só na nossa aparência, mas no nosso comportamento, da forma como enxergamos ao próximo e principalmente aquele que escolhemos para compartilhar conosco esses momentos.  E para que isso seja duradouro enquanto vivermos temos que  nos moldar a todas as situações que vão aparecendo. Haverão opiniões diferentes, discussões e preocupações  sobre os filhos que seguirão seu próprio caminho. O tempo ajuda a nos acertarmos e se isso não for possível  é porque o relacionamento já está desgastado.  O amadurecimento nos torna mais precavidos, mais conscientes, mas sempre haverá questionamentos   , pois existem vidas que foram frutos desse amor que nos unirão para sempre. (Irene Moreira)

O tempo não pára para você fazer seus questionamento e entender o que passa a sua volta. Se você ficar parado, ele simplesmente passa por você e você perde seu tempo, não aproveita a vida, não saboreia as coisas boas, não cresce, não VIVE! Mesmo com as dúvidas, vai seguindo em frente, lá na frente, a VIDA te dará as respostas necessárias e você entende o por quê de TUDO isso...  (Verônica Medeiros )



” Falar de amor “



Olho nos meus olhos me despindo por inteiro
Para sentir o amor que bate forte dentro do meu peito.
Abro a porta do meu coração que de amor transborda
Que dentro de mim dá sentido a minha vida.

Um amor que me trouxe a este mundo
Que alimenta a minha alma em qualquer momento.
Um amor que me faz feliz, que me faz chorar
Que permanece vivo no meu coração a pulsar.

Falar de amor é voltar a ser criança
Mostrando a candura de sua inocência
No desejo de ser assim por toda a vida
Com a pureza em toda a sua essência.

Falar de amor é transbordar de alegria
Quando em seu ventre surge uma vida
Que brotou do amor com outra pessoa
Formando os Laços de uma família.

Falar de amor é ver ele se multiplicar
Enchendo a casa de netinhos a brincar
Agradecendo a Deus tanta felicidade
Por esses momentos de plenitude.

Falar de amor é um constante renovar
É sentir saudade do que se foi
Para estar sempre a recordar
E suas histórias poder contar.

Como em um jardim o amor floresce
Mostrando nos galhos o espinho que cresce
Criando feridas que marcam sua vida para sempre
Ensinando que esse sentimento a tudo sobrevive.

Com todo esse amor que tenho no coração
Do fundo da minha alma nasceu a inspiração
Para escrever em prosa e verso este poema
Deste sentimento que completa a minha vida.



      (Irene Moreira )



Beijos

11 comentários:

  1. Lindo,.Irene e sim, sempre haverá questionamentos., mas a idade e maturidade nos ajudam a melhor passar por eles. beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Irene! Bela participação. O tempo amadurece a ideia do amor. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Irene, meus cabelos brancos já começaram a aparecer, e com eles os questionamentos se acentuaram. Mas acredito que isso seja da naturza do ser humano, e nos faz crescer, aprendendo com as situações.

    Grande beijo, e belo poema ;)

    ResponderExcluir
  4. Tenho cabelos brancos desde os 20 anos... hehehe.
    Lindo, Irene! Na verdade é bem isso mesmo... "em um jardim o amor floresce" (continua florescendo). =)

    Boa semana!

    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  5. Irene,tb ando com saudade de vc,menina!Que linda sua participação!O amadurecimento tb traz muitos questionamentos!Adorei sua poesia!Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  6. É verdade que o tempo não estaciona para que tenhamos tempo para questionar sobre o que está acontecendo...nós temos que acompanhar...e ele nos faz amadurecer e entender tanta coisa que passa por nós...
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Querida Irene,
    obrigada por ainda ter postado. Valeu a pena esperar por sua inspiração.

    De fato, é interessante que quando o tempo de vida começa a encurtar é quando mais paramos para pensar e questionar.
    Antes, quando parecia que a vida era infindável, a reflexão soava a coisa estranha e a emoção conduzia nossa barca em alto-mar. Sempre em busca de radicalidade, sem equilibrio ou ponderação.

    Mas sempre haverá exceções "à regra" apesar da idade. Ou por outras palavras, pessoas que se mantém imaturas ad eternum. Na minha experiência pessoal e sem querer ser feminista, encontro esse padrão imaturo mais nos homens do que nas mulheres. Acho que a maternidade aflora o questionamento.
    Beijo além-mar.
    (se quiser conferir, já postamos a 5ª e última chamada da BCAP)

    ResponderExcluir
  8. Irene, nesta frase:

    "O tempo ajuda a nos acertarmos e se isso não for possível é porque o relacionamento já está desgastado."

    Cabe e nascem outros questionamentos. E, encontrar respostas a todos eles, as vezes é um grande desafio.

    ResponderExcluir
  9. Verdade a vida é um eterno aprendizado, e são os questionamentos que nos ajudam a encontrar soluções e nos fazem crescer para sobrevivermos, quando se apresentam os obstáculos ao longo da vida! Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Ah, Irene!! E como mudamos!! Talvez seja recorrente para todos a certeza de que se tivéssemos a sabedoria de hoje, não teríamos cometido algumas besteiras no passado. Mas daí você pensa que as besteiras do passado tinham que ser vividas ou então, não seríamos o que somos hoje. Eterno carrossel que a cada giro estamos subindo e descendo...
    Obrigada por participar mais uma vez dessa nossa blogagem! Você sempre acrescenta com a sua prosa e, pelo que você pode reparar, também estou atrasadinha e conto o motivo da minha ausência na postagem de lançamento da 5ª e última fase da blogagem.
    Boa semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    "O tempo foi teu amigo
    Mandava-lhe ventos favoráveis
    Mandava-lhe o orvalho da manhã"...
    (Simone Martins)
    Querida, vc fala de amor porque o vive no coração e senti leveza... que bom questionar, sem apedrejar, o amor!!!
    Cheguei agorinha de uma Missão e passo pra agradecer o seu lindo comentário.
    Bjm de paz

    ResponderExcluir

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails